Como conquistar o bem-estar profissional

Com uma atitude mais positiva, a vida profissional pode se transformar em fonte de satisfação, desenvolvimento e conquista pessoal. O primeiro passo é aceitar que realmente se pode ser feliz no trabalho

Você anda contente com seu trabalho ou completamente desmotivado? Está entre aqueles empolgados com as atividades do dia a dia e com o ambiente profissional ou faz parte do grupo que diz ou pensa “maldita segunda-feira” e não vê a hora de sexta-feira chegar?

Segundo um estudo da empresa de consultoria Towers Watson, realizado em 22 países com 22 mil trabalhadores, cerca de metade da população admite não estar satisfeita em suas atividades profissionais, embora a maioria assegure não ter intenção de buscar emprego no momento, devido à visão pessimista que tem do mercado.

Em geral, as pessoas buscam sobretudo estabilidade e segurança na empresa onde trabalham, com um projeto a longo prazo na instituição, constata o relatório “Estudo Global sobre a Força de Trabalho” feito pela Towers Watson a cada dois anos.

“A recessão econômica global impactou no comportamento das pessoas e estimula a maioria dos empregados a sacrificarem a flexibilidade no trabalho e o progresso da carreira por um emprego seguro. Mas isso não quer dizer que os profissionais devam sacrificar também a satisfação nem o bem-estar ao obter o trabalho”, assinala o psicólogo Antonio de la Torre, especialista em terapia gestalt e transpessoal.

Para ele, “se hoje a maioria prefere aplicar ao trabalho a regra de ‘mais vale um pássaro na mão do que dois voando’, o que é facilmente compreensível dado o contexto atual de crise e incerteza econômica, o objetivo consistirá em passar o melhor possível o tempo de segunda-feira a sexta-feira durante o horário de trabalho”.

A palavra de ordem: mudança de atitude

“Caso se opte em permanecer no trabalho em vez de tentar trocá-lo, a pessoa terá de encontrar a forma de trabalhar mais à vontade”, assinala De la Torre. Segundo ele, “com uma atitude mais positiva, o trabalho pode se tornar uma das maiores fontes de prazer, desenvolvimento e conquistas pessoais”.

“Quando alguém assume que pode e deve desfrutar de sua atividade ou profissão, consegue simplificar as tarefas diárias e as enfoca de um modo mais criativo e produtivo”, explica o psicólogo. “O primeiro passo é aceitar que de fato se pode ser feliz no trabalho. Temos de olhar para nosso próprio interior e cargo atual, em vez de tentar escapar para outros horizontes trabalhistas, pois a solução pode estar mais perto do que pensamos. Em todo caso, temos de assumir que nossa própria satisfação depende de nós mesmos”, acrescenta.

De acordo com De la Torre, “em todas as empresas, da mesma forma que nas famílias, universidades e diferentes ambientes humanos, há problemas, conflitos pessoais, favoritismos, injustiças, ordens que ninguém entende, erros manifestos. Não se pode fugir deles”. “É pouco realista esperar encontrar um ambiente de trabalho perfeito, porque nem o mundo nem as pessoas o são. É nossa responsabilidade buscar a maneira de ficarmos à vontade em nossa atividade atual”, sugere o especialista.

Para um melhor bem-estar profissional, ele propõe várias atividades que nos gratifiquem e ajudem a melhorar o ambiente profissional. Um exemplo é fazer “exercícios antes de trabalhar para eliminar a adrenalina, buscar a forma mais simples e eficaz de cumprir as tarefas, decorar a mesa com plantas ou objetos agradáveis ou levar ao escritório nossos CDs favoritos para ouvi-los ali”.

“Não se pode ser vencido pelo tédio ou pela tristeza, trabalhar de forma automática ou buscar válvulas de escape pouco saudáveis, como o álcool ou o fumo. Deve-se buscar a forma de fazer as coisas de uma forma diferente e mais criativa, o que nos permitirá sair da rotina, desfrutar mais e não nos desgastar no trabalho ou o no escritório”, aconselha o psicólogo.

Para ele, “é preciso estipular metas e desafios, oferecer-se para fazer parte de um novo projeto e mostrar-se disposto a provar alguma atividade que nunca desempenhou. Com isso, a pessoa descobrirá um horizonte mais amplo e estimulante que o anterior”.

Se você muda suas atitudes, “talvez continue em um trabalho rotineiro ou que não é exatamente o de seus sonhos, mas a novidade lhe dará estímulo e excitação. Da mesma forma que na relação entre um casal, a rotina é o pior inimigo também no aspecto profissional”.

Fonte: Omar Segura, revista Época Negócios

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s