Crise impõe novo perfil para profissional de tecnologia


Pesquisa realizada pela consultoria de recrutamento Korn/Ferry no Brasil aponta para necessidade de habilidades múltiplas. Por Andrea Giardino, da Computerworld 17 de agosto de 2009 – 07h00

O cenário de turbulência provocado pela crise econômica culminou na mudança de paradigma dos profissionais de tecnologia da informação e de telecomunicações. Passam a ter um perfil mais abrangente, com múltiplas habilidades, indo além do foco no resultado, sempre de olho na gestão de custos.

Foi o que constatou uma pesquisa realizada pela consultoria de recrutamento de altos executivos Korn/Ferry, com um grupo seleto de 15 líderes de RH de empresas de TI e Telecom no País. De acordo com o sócio-diretor da empresa, Jairo Okret, o novo profissional de TI precisa identificar quais competências são críticas para conduzir o sucesso organizacional futuro, prevendo situações de instabilidade.

Entre as competências indicadas pelo grupo estão:

1. Entender o próprio negócio
2. Inspirar novas perspectivas
3. Saber tomar decisões complexas
4. Ter habilidade de criar o novo e o diferente
5. Conciliar as ações de olho no resultado
6. Ter capacidade de lidar com problemas
7. Ser gestor de diversos públicos

Okret explica que o desafio agora está em encontrar executivos capazes de atender às novas demandas do mercado. “Muitos já possuem essas competências, enquanto outros precisam aprender o quanto é essencial adquiri-las”, diz. Diante de um perfil mais complexo, o sócio da Korn/Ferry define esse profissional como um triatleta que joga em todas as frentes: corre, nada e pula.

Tarefa nada fácil para quem precisará manter foco no resultado e ao mesmo tempo ter habilidade para criar o novo. “É quase contraditório e aí é que exige do executivo essa nova postura de jogar em ambas as frentes ou mais”, ressalta Okret.

A pesquisa mostrou ainda que os profissionais de RH estão otimistas: 60% apostam em um crescimento moderado dos negócios para 2010. Mas para que esse crescimento ocorra, a maioria acredita ser necessária uma mudança no papel do gestor de RH. Principalmente, por esse profissional estar posicionado como importante apoiador das estratégias de negócios das companhias e ter o papel de identificar as competências nos profissionais.

Segundo outros estudos da Korn/Ferry, 50% do desempenho está diretamente relacionado às características intrínsecas da liderança. Ou seja, possuir as características corretas é crítico nos momentos em que se precisa de um retorno rápido. Além disso, ao mapear os potenciais dos executivos e líderes, também se consegue traçar um plano consistente de desenvolvimento.

Anúncios

Um comentário sobre “Crise impõe novo perfil para profissional de tecnologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s